sábado, 25 de junho de 2011

QUEM FOI JOSÉ CILIÃO DE ARAUJO

Uma pesquisa rápida no Google e descobri que o Sr. José Cilião de Araújo foi um dos vereadores eleitos na primeira eleição municipal de nossa cidade (bons tempos aqueles em que vereador não tinha salário). Ele concorreu pelo PTB (Partido Trabalhista Brasileiro) e obteve 164 votos. A eleição se deu no dia 16 de novembro de 1947 e Prefeito e Vereadores foram diplomados no dia 30 de novembro daquele mesmo ano pelo Juiz Eleitoral da 27ª zona, Dr. Antonio Franco Ferreira da Rocha.

sexta-feira, 24 de junho de 2011

A TRINCHEIRA TEM NOME!

Não sabia até ontem que a trincheira receberia um nome(na verdade isto seria lógico). Descobri qual é o "homenageado" através desta reportagem sobre a inauguração publicada pelo Jornal Nossa Cidade, do dia 22/06/2011, trata-se do Sr. José Cilião de Araújo. A reportagem propriamente não diz isto, mas o nome aparece na placa de inauguração exibida na primeira foto do jornal, como segue: (ou também neste link)

Beto Richa e Durval Amaral entregam obra da trincheira em Cambé

22 de Junho de 2011 - 14h28min

Thiago Ricieri 
rincheira: um sonho de 40 anos realizado
Um sonho de décadas finalmente virou realidade. O governador Beto Richa e o secretário-chefe da Casa Civil, Durval Amaral, inauguraram, na última sexta-feira, dia 17, a trincheira de transposição da linha férrea que liga as ruas Belo Horizonte e Curitiba. Centenas de pessoas que vivem na região participaram do evento, que contou ainda com a presença de deputados, secretários de Estado, prefeitos e vereadores.

Construída em um movimentado entroncamento urbano, a trincheira era uma reivindicação de décadas do município e vai beneficiar uma comunidade onde vivem aproximadamente 20 mil pessoas. Com investimento de R$ 3,8 milhões do governo estadual, a passagem vai desviar o tráfego de veículos do atual cruzamento entre as avenidas Curitiba e Belo Horizonte, do pátio de manobras e da linha de trens da empresa América Latina Logística (ALL).

“Essa obra une as comunidades e, mais importante, leva segurança a toda a região, porque mais nenhuma criança vai perder a vida atravessando a linha do trem. É um investimento fantástico do governo, com resultado muito positivo para toda a comunidade”, disse Durval Amaral. O secretário foi o responsável pela emenda parlamentar que destinou os recursos do Estado para a obra.

“As ações que realizamos hoje na região Norte do Estado refletem aquilo que este governo busca, que é garantir segurança e qualidade de vida para a população paranaense”, disse o governador Beto Richa, que viajou ao norte do Estado para participar da inauguração. “Infelizmente, a obra não chegou a tempo de evitar tragédias como as que aconteceram, mas agora sabemos que isso nunca mais vai acontecer nesse ponto”, completou Amaral.

O projeto foi elaborado por meio de convênio entre a Prefeitura de Cambé e o Departamento de Estradas de Rodagem (DER). Além da trincheira, que tem 432 metros de extensão, a obra incluiu serviços de terraplenagem, pavimentação, drenagem e sinalização. Além do investimento, o governo ficou responsável por licitar, adjudicar e contratar a execução da obra, assim como fiscalizar e executar as medições referentes ao convênio.

Enquanto isso, a prefeitura foi responsável por fornecer ao DER os projetos de engenharia necessários para licitação, executar serviços de alargamento da rua Curitiba (no trecho entre as ruas Equador e Couto da Costa), realizar a desapropriação da região. Agora, a prefeitura de Cambé passa a ser responsável pela conservação da obra.

A inauguração contou com a participação de várias autoridades. Estiveram presentes os secretários de Estado Luis Carlos Hauly (Fazenda), Mauro Munhoz (Controle Interno), Ricardo Barros (Indústria e Comércio), Reinaldo de Almeida César (Segurança Pública), Mounir Chaowiche (Coahapar), Adilson Castilho Casitas (Casa Militar), o deputado estadual Luiz Eduardo Cheida, os deputados federais Alex Canziani e André Vargas, o prefeito de Cambé, João Pavinato, assim como vereadores e prefeitos dos municípios da região.

Pretendo pesquisar sobre o Sr. José Cilião, que a maioria dos cambeenses nem fazem ideia de quem seja e postar aqui, embora seria mais que justo que esta obra se chamasse "Renata e Brenda", que realmente deram a vida para que a execução da obra se tornasse inadiável.

quinta-feira, 23 de junho de 2011

ESTAMOS PREPARADOS PARA O MELHOR?

Sempre que reinvindicamos algo com certeza estamos esperando que as coisas melhorem, que passem a ser diferentes no sentido de um melhor aproveitamento. A pergunta que fica é: Estamos preparados para mudar? Qualquer mudança que aconteça só surtirá efeito se as pessoas mudarem juntas, senão não adiantará nada que algo tenha mudado. No caso da trincheira também é assim, a muitos anos a população espera e cobra que precisa de um equipamento capaz de melhorar e dar segurança para a transposição da ferrovia e quando a tem pronta e funcionando parece que faz questão de não utilizá-la, como quem está querendo dizer: estava melhor antes, e não é verdade, antes da obra tínhamos trem no caminho, atrasos e espera as vezes até embaixo de chuva e crianças morrendo esmagadas pelo trem, agora temos uma passagem segura, iluminada a noite e simplesmente a proporção de pessoas que atravessam por ela em qualquer horário do dia ou noite não está passando de dois para dez, o que é um absurdo até de pensar. Se a empresa que administra a ferrovia não cercar o pátio com urgência mais mortes podem ocorrer e agora não por negligência dos ferroviários mais sim das próprias pessoas que a mais de uma semana tem um local seguro para transpor a ferrovia e não o utilizam. A seguir, dois vídeos que mostram bem o que estou dizendo, o primeiro produzido pela equipe de Reportagem da RPC TV (Afiliada Rede Globo) e apresentado no Telejornal Bom Dia Paraná do dia 22/06/2011 mostrado flagrantes de irresponsabilidade de pedestres e motoristas passando diante e muito próximos do trem em uma passagem de nível a menos de cem metros da trincheira e o segundo produzido por mim na tarde do dia 18/06/2011 e postado em meu canal no Youtube que mostra que pedestres e carros não estão se entendendo bem, na parte viária da obra, os pedestres não buscando as faixas de segurança para atravessar as ruas e os motoristas que não diminuem a velocidade nas rotatórias e nem sinalizam a direção que pretendem tomar quando estão nelas. Veja os vídeos:

video



Veja este vídeo também em meu canal no Youtube: http://www.youtube.com/watch?v=BccVomJcwg4

Então estes dois documentos registram que a obra está ali, disponível a todos, porém utilizar ou não uma transposição segura é uma escolha que não deveria nem ser questionada mas sim condicionada. A partir daí é o cada um por si e nem sempre esta escolha resulta em um final feliz.

segunda-feira, 20 de junho de 2011

REPORTAGEM NA FOLHA

Reportagem sobre a inauguração da Trincheira publicada pelo Jornal Folha de Londrina no dia 19/06/2011. (Clique na imagem para ampliar)

sexta-feira, 17 de junho de 2011

ILUMINAÇÃO FUNCIONANDO

Escrevi em uma das postagens anteriores que faltava a iluminação das ruas e do trecho embaixo da ponte e mostrei no último sábado este trabalho sendo executado, agora sinto-me no dever após a inauguração da trincheira de mostrar o resultado. Tirei umas fotos com minha câmera que não tem muitos recursos para fotos noturnas, porém essas imagens mostram bem que a iluminação realmente ficou muito boa, atingindo praticamente toda a área da trincheira:

Foto tirada em 17/06/2011 (clique na foto para ampliar)
Acima, visão da passagem sob a ponte bem iluminada. Esta iluminação precisa ser preservada por todos nós que moramos aqui próximo da ponte, pois representa nossa segurança a noite.
Foto tirada em 17/06/2011 (clique na foto para ampliar)
Acima e abaixo o outro lado da ponte também com ótima iluminação. 
Foto tirada em 17/06/2011 (clique na foto para ampliar)
Abaixo, carro utilizando a passagem, que encurta bastante o caminho para quem quer transpor a ferrovia além de evitar o semáforo que existe numa esquina próxima para quem segue pela rua Belo Horizonte. 
Foto tirada em 17/06/2011 (clique na foto para ampliar)
Abaixo o poste colocado no centro da rotatória próximo ao Colégio Olavo Bilac (ao fundo), garantindo visualização de toda a esquina mesmo a noite.
Foto tirada em 17/06/2011 (clique na foto para ampliar)
Faltou mostrar a iluminação no trecho da Rua Curitiba, na parte em que a via recebeu pista dupla. Eu não mostrei por um motivo bem simples, é que este trecho, o mais extenso da obra simplesmente não recebeu iluminação. Os postes colocados à esquerda da rua, (que já existiam) bem que mereciam lâmpadas da mesma que foi utilizada no acesso à ponte, mais fortes, pelo menos a iluminação que não foi feita não faria falta.

TRINCHEIRA INAUGURADA

Bem leitores do Blog Obras da Trincheira, parece que é o fim... da obra, só se for, pois depois de ver  a trincheira pronta e agora inaugurada, penso que terei muita coisa para contar ainda. Mundo perfeito não existe mesmo, mas dá para melhorar um pouco o que vivemos, então, mãos a obra. Estou fazendo esta postagem para mostrar  como foi a solenidade de inauguração da trincheira pelo olhar da imprensa, reproduzindo a reportagem exibida hoje à tarde (17/06/2011) pela Rede RPC afiliada Rede Globo:

video
Com o passar dos dias as coisas irão se acomodar entre o antes e o depois da obra e com certeza este local não será mais o mesmo, incluindo-se aí o grande aumento de tráfego de veículos por aqui portanto até tudo se assentar irei mostrando aos poucos o que deu certo e o que não deu. Uma coisa que está mais que óbvia  é que  a maior parte de toda a estrutura viária da trincheira foi pensada para os veículos, como se só passassem pessoas cruzando a ferrovia de carro. Depois que o pátio da estação for cercado então (e isso precisa ser feito com urgência) e o fluxo de pedestres também aumentar no local veremos que a disputa vai ser desigual entre pedestres e carros, mas não vamos criar visão de caos por enquanto. Só digo a todos que meu trabalho continuará, não mais mostrando as obras como elas foram feitas mas agora como elas estarão sendo utilizadas. 

terça-feira, 14 de junho de 2011

FINALMENTE A INAUGURAÇÃO!


Governo entrega trincheira em Cambé nesta sexta-feira - 14/06/2011 14:40

O governador Beto Richa inaugura na próxima sexta-feira (17), às 15 horas, a trincheira que fará a transposição da linha férrea em Cambé, no Norte do Estado. A obra, que restabelece um eixo de integração urbana interrompido pelo cruzamento, era reivindicada pela comunidade há 40 anos e assegura mais agilidade e segurança ao tráfego no local.

Com 432 metros de extensão, a trincheira desviará o tráfego de veículos do atual cruzamento entre duas ruas da cidade, o pátio de manobra e a linha de trens da ALL. Foram investidos na obra R$ 3,8 milhões, incluindo serviços de terraplenagem, pavimentação asfáltica, drenagem e obras de arte correntes e especiais, além de sinalização e serviços complementares.

“Mais de 20 mil pessoas serão beneficiadas com a solução desse problema viário em Cambe”, diz o secretário de Infraestrutura e Logística, José Richa Filho, que também participará da inauguração. Estarão presentes ainda o diretor-geral do Departamento de Estradas de Rodagem, Amauri Medeiros Cavalcanti; o secretário da Fazenda, Luiz Carlos Hauly; o secretário da Casa Civil, Durval Amaral; o presidente da Cohapar, Mounir Chaowiche; e o prefeito de Cambé, João Dalmácio Pavinato.

“Com a obra, o tráfego local e a transposição do pátio da estrada de ferro que integra a ligação ferroviária Ourinhos-Cianorte ficarão mais ágeis e seguros para os motoristas”, disse o diretor-geral do DER, Amauri Medeiros Cavalcanti.

COMO VISTO NO SITE DA AGÊNCIA DE NOTÍCIAS DO PARANÁ:

domingo, 12 de junho de 2011

CHOVEU MUITO...

Bem, esta semana choveu, e choveu muito mesmo. Na última quinta feira (09/06/2011) choveu quase para o mês inteiro em um único dia. Nada melhor que uma boa chuva para por a prova a eficiência e resistência de uma obra como estas, então, depois da chuva dá para se fazer um "check list" de alguns problemas que atingiram a ponte e seu entorno depois da chuva. Bom, primeiro vamos falar de goteiras... No dia 30 de abril de 2011 publiquei aqui um vídeo mostrando como chovia mais embaixo do que fora da ponte (veja aqui), e no dia 15 de maio de 2011 mostrei que foi feita uma vedação especial na emenda das lajes (veja aqui) que poderia resolver o problema. Me enganei! Até a sexta de manhã ainda chovia embaixo da ponte, um pouco menos, sim, mas chovia ainda. Não fiz imagens deste fato na hora, pois saio para o trabalho e retorno com escuro, mas comprovar isto é fácil, pois acontecerá de novo, na próxima chuva. E interessante apesar de ter escorrido muita água através da laje da ponte, em cima dela sobram alguns reservatórios desta água. No inverno isto não é problema, mas vai ser no verão, quando a dengue se prolifera nas águas paradas. Eu já havia mostrado aqui, mas estas fotos eu fiz ontem:
Foto tirada em 11/06/2011 (Clique na foto para ampliar)
Belo criadouro para a dengue. Este problema é fácil resolver antes que chegue o verão, basta jogar areia nos locais onde a água se acumula, como devemos fazer com os vasos de plantas em casa.
Foto tirada em 11/06/2011 (Clique na foto para ampliar)
Outro probleminha, a terra escorreu com o excesso de chuva, jogando terra na calçada bem naquele local onde mostrei o pilar fincado no meio da calçada, dos dois lados da ponte. Isso tem de ser visto, ficou assim:

Foto tirada em 11/06/2011 (Clique na foto para ampliar)
Espero que este probleminha seja resolvido a contendo pois se persistir o barro escorrendo neste "funil" as pessoas acabarão passando pela rua em dias de chuva quando o trânsito for liberado aos carros, correndo grande risco de atropelamento.
Foto tirada em 11/06/2011 (Clique na foto para ampliar)
Não bastasse o pilar bem no meio do caminho, o barro escorreu por toda a calçada. Eu passei por ali pela Rua, pois ainda não há trânsito de carros, porém daqui a alguns dias acredito que isso não seja mais recomendável.



PROBLEMINHA DE PELOS E DENTES

Enquanto caminhava no entorno da obra procurando ângulos e imagens para este Blog um detalhe me chamou a atenção, um grupo de cachorros vira-latas que anda rondando o prédio da antiga estação, a maioria cadelas e com filhotes. Isto me custou uma surpresa esta semana, quando cheguei em casa e me deparei com uma nova "filha", a cachorrinha Estrela, que minha esposa e filhos adotaram, cria de uma destas cadelas, mas fica difícil adotar a todos os filhotes destes animais, que vivem soltos pelas ruas e se reproduzem sem nenhum controle. Conversando com o Sr. Donizete, um dos vigias que cuidam do pátio da estação, ouvi que nas últimas semanas três destas cadelas deram cria a 17 filhotes, daí a preocupação, pois esta população canina cresce rápido. Segundo o Sr. Donizete, os operários da Empresa Tenjel (de São José dos Pinhais, que construiu a ponte) levaram uma destas cadelas e seus filhotes quando foram embora, porém restaram os demais. Estas cadelas em estado de "novas mamães" estão avançando nos pedestres, defesa natural que fazem de seus filhotes. É um problema que tem de ser considerado pelas autoridades sanitárias, não só por aqui, mas em toda a cidade. Vamos conhecer estes cachorros mendigos:
Foto tirada em 11/06/2011 (Clique na foto para ampliar)
Eles estão por todos os lugares...
Foto tirada em 11/06/2011 (Clique na foto para ampliar)
Mas fizeram do prédio da estação sua casa,
Foto tirada em 11/06/2011 (Clique na foto para ampliar)
e as vezes defendem essa "casa" deles literalmente com os dentes. Eu testemunhei ataques como este enquanto estava voltando do centro da cidade, sem a câmera para registrar, então resolvi postar sobre o assunto. Eu mesmo, quando passo por ali para conversar com o Sr. Donizete, sou cercado por eles, que ficam rosnando e olhando desconfiados.
Foto tirada em 11/06/2011 (Clique na foto para ampliar)
Aqui, parte da "família" da nossa cachorrinha estrela, um dos irmãos e a mãe, e o pai... bem, isso nem a mãe sabe!
Foto tirada em 11/06/2011 (Clique na foto para ampliar)

ILUMINAÇÃO

Depois da última postagem, a 15 dias, quase não se viu movimento de operários ou obras por aqui, e como já mostrei, embora as ruas estejam todas prontas, asfaltadas, pintadas e sinalizadas, a obra ainda não pode ser utilizada em seu principal trecho, trecho este que seria o fundamento da existência da trincheira, justamente a passagem por debaixo da ponte, ligando as duas rotatórias e por consequência os dois lados da cidade como vemos nas fotos:

Foto tirada em 05/06/2011 (Clique na foto para ampliar)
Estes tapumes foram retirados por diversas vezes nestas duas últimas semanas por motoristas principalmente a noite e recolocados novamente, deixando a mensagem que o trânsito ali realmente não estava liberado ainda.
Foto tirada em 05/06/2011 (Clique na foto para ampliar)
Ouvi comentários a respeito de o por que esta parte da obra está fechada, mas não é oficial, de que a área próxima e embaixo da ponte ainda não está iluminada (questão de segurança), pode até ser, faz sentido. Se for isto, podemos alimentar a esperança de que finalmente a obra será entregue por completo dentro de muito breve. Neste sábado quando tudo parecia terminado, quando achava que não veria mais burburinho de tratores e operários por aqui, registrei trabalhos em duas frentes distintas, uma equipe, da Comdec (Companhia de Desenvolvimento de Cambé) estava trabalhando onde era o antigo pátio da estação, local antes calçado com paralelepípedos de pedra ferro onde já mostrei a montanha de pedras usadas no calçamento das ruas, acertando o terreno, colocando terra limpa e aplainando o local como mostram estas fotos:
Foto tirada em 11/06/2011 (Clique na foto para ampliar)
Depois de removidas as pedras, terra é posta e esparramada por todo o local onde antes foi um grande estacionamento. Ainda não sei se é, mas se for gramado vai fazer o local ficar mais bonito ainda.
Foto tirada em 11/06/2011 (Clique na foto para ampliar)
Na foto acima, caminhão traz terra limpa de fora que é despejada no local e esparramada.
Foto tirada em 11/06/2011 (Clique na foto para ampliar)
Enquanto isso próximo dali uma equipe de uma instaladora de eletricidade trabalhava na execução de serviços de colocação dos postes, a iluminação que faltava. Na sexta feira aliás, foram colocados no centro das duas rotatórias dois grandes postes, daqueles com quatro luminárias, tipo norte sul leste oeste, porém a eletricidade ali ainda não havia sido ligada, tenho fotos disto também:
Foto tirada em 11/06/2011 (Clique na foto para ampliar)
Foto acima: Rotatória da Rua Curitiba, já com o poste gigante colocado, porém sem a eletricidade ligada.
Foto tirada em 11/06/2011 (Clique na foto para ampliar)
Foto acima: Rotatória da Rua Belo Horizonte, também com o poste colocado, e sem a eletricidade ligada.
Foto tirada em 11/06/2011 (Clique na foto para ampliar)
Enquanto isso, acima e abaixo, operários trabalham para a execução dos serviços de colocação de canos conduítes, por onde vão correr os fios de postes que ainda não foram levantados. Este detalhe, dos fios enterrados é uma solução inteligente que vai dar um visual limpo ao local no entorno da trincheira.
Foto tirada em 11/06/2011 (Clique na foto para ampliar)
Agora é esperar o serviço ficar pronto logo e este trecho também ser liberado.